Leandro Karnal

Historiador, com doutorado pela USP, e professor na UNICAMP. Possui muitas publicações, como “Conversas com um jovem professor”; “Pecar e Perdoar”; “Detração – breve ensaio sobre o maldizer”; “Felicidade ou Morte”; “Verdades e Mentiras”, “Crer ou não Crer” e “Santos Fortes”. Alguns de seus livros estão nas listas dos mais vendidos do Brasil. É presença frequente no Jornal da Cultura, nos Cafés Filosóficos, na Rede Bandeirantes e nas rádios. Sua página do facebook ultrapassa 1,1 milhão de seguidores e seus vídeos alcançam enorme popularidade na internet. É reconhecido como um dos maiores formadores de opinião no país.

Formação

Doutor em História social pela USP

Área de Palestras

Palestras

Física e microfísica do poder: Introdução à política
As ideias de consciência política, de atuação consciente e de voto emergem mais fortes em ano eleitoral. Como discutir política de forma direta e sem inclinação partidária? Afinal, como pode a política recuperar a ideia de Aristóteles de ser um espaço do Bem e da Felicidade?
Política para quem odeia política
O que de fato e política e para que servem partidos e candidatos? A palestra trata das ideias da política para o público que está afastado do debate e tem resistência ao tema. Afinal, quem não se interessa pela política entrega o poder a quem se interessa. O que pode existir de fascinante no mundo do poder e dos seus representantes?
Esquerda e direita: ainda podemos usar os conceitos?
O espectro eleitoral traz ao debate candidatos de esquerda e de direita, típica nomenclatura de época da Guerra Fria. Há sentido em usar estes termos? O que existe hoje sob os rótulos originários da Revolução Francesa? Você é de centro, de esquerda ou de direita?
Pensar e Criar
O mercado demanda profissionais criativos. As empresas pedem maior autonomia e engajamentos dos colaboradores. Afinal, o que seria pensar e o que seria criar? Podemos estimular a atividade de criar? O que define uma pessoa realmente criativa? A palestra trata das questões do pensar e de originar conceitos novos.
Voltamos a crescer
O grosso da crise econômica está passando. Anunciam-se novidades positivas para o mundo e para o Brasil. É hora de confiar de novo? De fato desapareceram os indicativos de crise? Como mudar o paradigma mental para apostar em desenvolvimento de novo? A palestra trata da questão das possibilidades abertas pelo fim da crise imediata.
Ética e corrupção no mundo contemporâneo: Tem solução ?
O conceito de ética está no centro das discussões para no Brasil. Parecemos viver uma crise ética estrutural que leva a um questionamento muito denso. Quais seriam as atitudes e valores que precisam ser identificados e reforçados? Quais os limites entre ética e moral? Na sociedade brasileira, quais as práticas que dificultam ou facilitam a prática ética? Moral, ética, sociedade e suas engrenagens: quais os limites e valores envolvidos? Como a microfísica da ética cotidiana dialoga com a grande ética pública? Estes serão alguns temas tratados no encontro.
Olhando a crise em perspectiva
Todos os períodos da história são de crises agudas ou leves. A estabilidade é um pequeno hiato entre grandes crises. O desafio do mundo inquieto desperta o melhor e o pior das pessoas e dos sistemas. Ver a crise em perspectiva e agir dentro dela para bons resultados é um algo especial e desafiador. A crise vem para todos: a ação e a estratégia de cada indivíduo ou corporação é que representa a diferença entre o sucesso e o fracasso. Como pensar dentro da crise e na perspectiva de ascensão e queda de valores e métodos? Como olhar além do horizonte de crise e criar o salto necessário de crescimento? A palestra trata disto.
Liderança no mundo Líquido
O enfoque será falar da liderança estratégica no passado, dos nomes que fizeram um tipo de comando carismático e, quase sempre, centralizado. Depois localizaremos as transformações do chamado mundo líquido, de aceleração de percepção e de metamorfoses. A partir desta análise, construiremos, dentro da vasta bibliografia sobre o tema, os modelos indicativos sobre um novo tipo de liderança que emerge no século XXI. Tudo será ilustrado com exemplos variados e concretos de forma a deixar claro o desafio desta mudança.
Gestão de mudanças
Quando as mudanças são necessárias e inevitáveis, é preciso debater sobre questões como: quem controla a mudança? Como eu me torno um gestor de mudanças? Mudar é sair da zona de conforto? Estas e outras questões são abordadas na palestra pelo professor e historiador Leandro Karnal.
Brasil: uma biografia
A partir das obras clássicas sobre o tema, faremos uma busca das raízes do pensamento brasileiro. Quem é o brasileiro típico? Como funcionam os mecanismos da cultura tupiniquim? Como entender os paradoxos políticos e sociais desta terra? Este país tem jeito?
Planejamento e estratégia para um novo tempo
Estamos sempre diante do desafio das palavras avaliação e planejamento. O tempo que passa traz uma base para projetar o tempo pela frente. A palestra trata da noção de tempo entre nós, especialmente sua aceleração com o chamado mundo líquido contemporâneo. A velocidade tem dois efeitos negativos: diminui a consciência do tempo e parece retirar de cada um sua individualidade como sujeito histórico. Enfatizaremos a noção de estratégia como antecipação das variáveis do futuro e da obtenção de metas dentro do tempo possível.
A vida na rede: internet, vaidade e exposição pública
O hábito de divulgar a vida pessoal virou quase uma norma. O mundo é informado das refeições e das viagens em tempo real. Sociólogos e antropólogos estudam este novo ser público que se abre para o mundo e passa a viver através das fotos postadas. O que aconteceu para chegarmos a este ponto? Quais os perigos de tudo isto? Este é o recorte da aula.
Protagonismo
No mundo líquido os valores estão em permanente mudança. Oscilações de mercado, de paradigmas, de metas e de tradições: tudo parece dotado de grande velocidade de transformação. A palestra trata dos valores do indivíduo neste mundo, seu protagonismo e sua capacidade de interferência, sua estratégia e suas relações com as variáveis em questão. O que determina o sucesso ou o fracasso? Qual o grau de liberdade e de ação de cada um de nós? Quais as forças que, na tradição social brasileira, impulsionam ou impedem o desenvolvimento do indivíduo? Estes serão temas desenvolvidos.
Valor e estratégia
O trabalho em equipe é um imenso desafio. Cada pessoa tende a concentrar o foco na sua atividade, perder o sentido do todo e indicar que as falhas foram de terceiros. Incluir-se com valores e ética num grupo implica assumir-se como indivíduo dentro de um esforço maior que vai além de cada um de nós e não existiria sem cada um de nós. Protagonismo e confiança completam-se dentro de uma estratégia que foque no detalhe sem perder de vista o resultado final. Como conseguir isto num mundo crescentemente individualizado e diluído em redes sócias que afastam o “olho no olho”? Como incluir o meu “EU” em qualquer resposta e problema? Como vencer a vaidade e viver o trabalho de responsabilidade coletiva? Trataremos disto no encontro.
Educando no Mundo Líquido
O ponto de partida é a inquietação que marca a passagem do mundo sólido, para a fluidez do mundo líquido, de acordo com pensamento do sociólogo Zygmunt Bauman. Sistemas educacionais, modelos e práticas pedagógicas vão perdendo seus antigos contornos para se adaptarem às novas exigências da realidade. Precisamos encontrar novos formas de lidar com um futuro que ainda não existe. O objetivo é superar uma educação baseada num modelo do século XIX, com professores nascidos (e quase sempre educados) no século XX e com alunos do século XXI. A palestra traz os temas que fazem parte do debate sobre educação no Brasil e no mundo.
Tristeza e alegria, euforia e depressão
Temos a obrigação da felicidade em 2017. Paralelamente, a depressão cresce em grau de epidemia. A partir das ideias de z. Bauman sobre felicidade líquida, de luc ferry sobre a vida que vale a pena ser vivida e de solomon sobre depressão na obra o demônio do meio dia, vamos delinear esta nova ambiguidade do mundo contemporâneo: quero ser feliz e estou me sentindo vazio.
Fatores comportamentais que travam o desenvolvimento humano
A crise atinge todos e cada um reage de uma forma. O indivíduo é único e seu desenvolvimento depende de fatores muito diversos. Como identificar os comportamentos individuais e coletivos que se constituem em obstáculo ao crescimento? Como enfrentar a sabotagem de si, um dos mais fortes obstáculos ao desenvolvimento humano? Quais são os inimigos internos que condicionam o fracasso? A palestra trata deste tema instigante.
Religião, fundamentalismos e crenças no mundo contemporâneo
A religião vai bem: ocupa uma parte importante das mídias, produz histórias de sucesso, orienta a vida de milhões e tornou-se uma referência incontornável na nossa sociedade. Também existem movimentos fundamentalistas entre islâmicos, cristãos, judeus e budistas. Como entender, em plena era da razão e da ciência, este florescimento da fé e até do fundamentalismo?
Sociedades Inteligentes
As sociedades inteligentes são eficientes em identificar e resolver seus problemas rapidamente; fornecem condições para que a criatividade floresça em todos os segmentos produtivos e gerenciam as informações com habilidade. Neste contexto, uma organização que se pretenda excelente, deve cuidar para que as crenças vigentes, as formas de resolver conflitos e o modo como valoriza as Inteligências individuais correspondam às exigências dos tempos modernos.
Modernidade Líquida e os desafios do Judiciário
O caráter objetivo ou subjetivo da lei é discutido há séculos. O chamado mundo líquido, mundo onde valores são oscilantes e o sujeito determina sua própria moralidade, é um desafio especial para uma vida social e embasada no Estado de Direito. Onde começam as liberdades e terminam as obrigações formais? Como constituir valor e lei numa sociedade que reconhece a vontade soberana e livre de cada um? A palestra trata das transformações na sociabilidade e na cultura e como o Judiciário deve responder a tais desafios.
Tecnologia e Informação: o poder da informação em suas mãos
Conhecimento é poder, dizia o filósofo francis bacon. O mundo contemporâneo convive com um aumento geométrico da quantidade de informações. Como conviver neste oceano crescente de dados? Como estabelecer comunicação quando o tempo fica mais escasso? A palestra trata dos fundamentos contemporâneos do conhecimento, sua organização e comunicação. Afinal, o que podemos fazer com o poder da informação? Proin pharetra purus in lacus dapibus ultricies non et nulla. Quisque suscipit sapien quam, sit amet ultrices quam lacinia ut. Sed non ex vel ex pretium venenatis sit amet eu ipsum. Etiam ut consectetur ligula, in consequat orci. Sed scelerisque nunc et nunc mollis luctus. Vivamus aliquam ut neque et tincidunt. Cras iaculis a velit ut porttitor. Pellentesque quis dui pulvinar, venenatis leo ac, sollicitudin augue. Vivamus id mauris vel diam tincidunt tristique a vel dui. Fusce porta, nibh vel eleifend tristique, metus lectus hendrerit arcu, nec varius lectus ante in urna. Curabitur luctus nibh faucibus auctor sodales. Nulla iaculis nec odio lacinia rhoncus.
Transformar: estratégia de um novo tempo
Diante de um quadro de crise, a seletividade de tudo fica mais acirrada. A margem de erro diminuiu para 2017 e a estratégia deve focar no que seja efetivo e real. O desafio é fazer com que todos possamos sair de uma zona de conforto e produzir uma ação realmente inovadora, marcante, de impacto no mercado. Como fazer muita diferença para o indivíduo, para a empresa e para a sociedade brasileira? Para isto, a palestra enfatiza os riscos e armadilhas que a repetição e os clichês produzem na ação de cada um. Transformar: chave de toda ação e de todo avanço. Este será o tema da palestra.

Vídeos


Livros


Artigos